Ponte dos Arcos

A ponte dos arcos foi construída entre 1877 e 1883, pela extinta estrada de ferro Santa Isabel, tendo sido inaugurada por Dom Pedro II em 1884. 

A ponte dos arcos situa-se na Estrada Conservatória / Santa Isabel do Rio Preto, entre as localidades de Conservatória e Pedro Carlos, as margens do rio da Prata, junto a uma pequena cachoeira. 
No ano de 1876, o então Distrito de Santo Antônio do Rio Bonito, hoje Conservatória, estava no auge com seus cafezais. O único meio de transporte era feito no lombo de burro. Entre 1877 e 1883 foi construída, então, a Ponte dos Arcos pela Estrada de Ferro Santa Isabel, empresa criada para escoar a produção cafeeira da região.

Mais tarde o trecho foi comprado pela Sapucahy (1889-1910) e posteriormente passou a Rede Sul-Mineira (1910-1931) e finalmente Rede Mineira de Viação (1931-1961). A inauguração pelo imperador, em Conservatória, se deu porque o túnel do capoeirão ainda não permitia o acesso à Santa Isabel. A Ponte dos Arcos foi desativada em 1961 no Governo Jânio Quadros e hoje é uma das únicas pontes da antiga rede mineira que ainda se conserva em pé.

A Ponte dos Arcos possui 100m de extensão, 12m de altura e 4m de largura e foi construída em pedra, cal e óleo de baleia. Compõe-se de dois arcos plenos, construídos à maneira egípcia, com pedras justapostas, funcionando a tração e compressão. Sua base é constituída de grandes pedras sobrepostas e o corpo da ponte com pedras menores e roliças.